Gestão de Cookies

Com o objetivo de melhorar os nossos serviços e a experiência de navegação, informamos que utilizamos cookies.

Aceitar

Recusar

09 Maio 2022

A Importância da Utilização de EPI'S

Partilhar este produto

Todas as atividades profissionais que possam provocar algum risco físico para o trabalhador devem ser executadas com o auxílio de EPIs – Equipamentos de Proteção Individual, que incluem óculos, protetores auriculares, máscaras, capacetes, luvas, botas, cintos de segurança, protetor solar e outros itens de proteção. Esses acessórios são indispensáveis em fábricas e processos industriais em geral.

A utilização de EPI é fundamental para garantir a saúde e a proteção do trabalhador de forma a evitar consequências negativas em casos de acidentes de trabalho. Além disso, o EPI também é utilizado para garantir que o profissional não é exposto a doenças ocupacionais, que podem comprometer a capacidade de trabalho e de vida dos profissionais durante e depois da fase ativa de trabalho.

É função do empregador disponibilizar os EPI necessários para a execução do trabalho, tendo os serviços de segurança do trabalho um papel vital, e legal, de supervisão na seleção e dimensão dos EPI.

Os diferentes tipos de EPI a selecionar devem ter em linha de conta as funções ou tarefas realizadas pelos trabalhadores, os níveis de risco presentes na organização, devem ser dimensionados em função da sua categoria, classe de risco e dados antropométricos dos trabalhadores.

Por fim cada organização deve possuir procedimentos internos de planeamento, gestão e controlo de distribuição dos EPI aos seus trabalhadores.

Partes do corpo a proteger
Existindo diferentes tipologias de trabalhos a efetuar, diferentes formas de o executar e diferentes meios utilizados para tal efeito, é necessário proceder-se a uma identificação não só dos diferentes tipos de EPI existentes e dos diferentes materiais ou matérias que protegem, mas também, e em primeiro lugar, conhecer que zonas do corpo há a proteger e para as quais existem EPI.

É na Portaria Nº 988/93 que encontramos as diferentes partes do corpo a proteger, e a forma como são agrupadas:

Cabeça – crânio, ouvidos, olhos, vias respiratórias, rosto, cabeça inteira;
Membros Superiores – mão, braço;
Membros Inferiores – pé, perna;
Diversas – pele, tronco/abdómen, via parentérica, corpo inteiro;

De forma a garantir a segurança dos seus trabalhadores os nosso equipamentos de proteção individual estão de acordo com as diretivas CE

Poderá encontrar mais Informação legal sobre este assunto em apsei.org.pt

Gostou deste artigo?

Já conhece os nossos produtos?

Botas New Barcelona

47.30€

Calçado

Botas Lando

60.00€

Calçado